Inscreva-se aqui e receba nossas notícias por e-mail.

Esporte

 
 
TCM aprova as contas da LIGA Itajuipense
A entidade tinha multado anteriormente mas um pedido de reconsideração e apresentação de novos documentos mudaram a decisão da entidade
Fonte: Redação Webnewssul

O TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) reprovou as contas da LIDT (Liga Itajuipense de Desportos Terrestres) do ano de 2013 e tinha notificado o vereador Gean de Vasconcelos e a ex-prefeita Gilka Badaró a devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 238.046,43 além de aplicação de multa para ambos. O vereador Gean de Vasconcelos, que era presidente da LIDT à época, recorreu da decisão e fez um pedido de reconsideração, apresentando documentos comprobatórios de que os recursos teriam sido aplicados de maneira correta e que não tinha havido desvio de aplicação dos recursos públicos. O TCM analisou o pedido de reconsideração e entendeu que Gean tinha apresentado documentos importantes que estavam ausentes no decisório, sanando grande parte das irregularides registradas. Decidiu-se então que não houve desvio de finalidade do Termo do Convênio e que  a LIDT estava funcionando de forma regular, atendendo as suas finalidades. Dessa forma, o TCM reconheceu o Pedido de Reconsideração TCM nº04108/17 feito pelo vereador Gean de Vasconcelos e alterou o mérito da decisão pela regularidade da prestação de contas, porém com ressalvas, excluindo o ressarcimento imposto e a multa cominada a Gean, porém a ex-prefeita Gilka Badaró foi penalizada com multa.

Em conversa com a reportagem da Webnewssul, Gean disse que: "A justiça foi feita, sempre fizemos uma gestão transparente, com muita lisura, fomos pegos de surpresa quando fomos notificados, pois as contas da prefeitura do ano de 2013, ja tinham sido aprovadas, pelo mesmo tribunal, mas fomos a Salvador buscar informações do porquê. Ficamos surpresos, que uma boa parte da documentação prestada conta à prefeitura, não tinha chegado ao TCM, então voltamos, conseguimos com João Ramos, nosso tesoureiro da época, e encaminhamos o pedido de reconsideração. Graças a Deus, fomos inocentados. Nunca houve desvio de dinheiro como alguns pregavam e ainda pregam pela cidade. A Liga continua irregular perante a federação baiana, por questões de não ter um presidente, infelizmente. Eu estou afastado desde o final de 2013, quando a todo custo tentaram me derrubar, hoje quero passar longe de tudo isso" concluiu. Confiram abaixo a decisão do TCM:

 

1

 

3

2

4

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
mais notícias....