Inscreva-se aqui e receba nossas notícias por e-mail.

Política

 
 
Robôs são 64% dos seguidores de Alvaro Dias e 45% de Geraldo Alckmin, diz estudo
Fonte: Bahia Noticias

e

Cerca de 60% dos 410 mil seguidores no Twitter do presidenciável Alvaro Dias (Pode) são robôs, controlados automaticamente. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, uma análise do Instituto InternetLab apontou indícios de compra de seguidores para o pré-candidato com o objetivo de inflar artificialmente sua popularidade na rede social. 

 

O estudo concluiu que, em média, 37,4% dos seguidores dos presidenciáveis são perfis do tipo. Depois de Alvaro Dias, o segundo com maior percentual de robôs seguidores foi Geraldo Alckmin, do PSDB, com 45,8%. A prática é proibida pelo Twitter e a lei eleitoral impede que políticos usem ferramentas para impulsionar publicações que não sejam as oficiais das plataformas, sob pena de multa.

 

O diretor do InternetLab, Francisco de Brito Cruz, argumentou que é razoável que políticos conhecidos tenham proporções relevantes de robôs entre eles. Segundo o diretor, muitos desses perfis automáticos seguem pessoas populares nas redes, aleatoriamente, para ter aparência de usuários comuns. 

 

Porém, no caso de Alvaro Dias, outro teste do InternetLab aponta para um crescimento artificial do número de seguidores. Agrupando os seguidores do senador em 20 faixas a partir da ordem em que passaram a acompanhar o candidato, é possível identificar uma concentração de mais de 80% de perfis de robôs em nove delas. Em dois desses momentos, mais de 95% dos novos seguidores eram de contas falsas.

 

Em resposta ao estudo publicado pela organização de investigação digital, a assessoria de Alvaro Dias declarou que a equipe de redes sociais desconhece a presença de robôs entre os seguidores do pré-candidato.

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.radios.com.br
 
mais notícias....